2 de fevereiro de 2011

O que andámos a fazer...

Ora bem, uma vez que a Linda não tem conseguido postar as últimas reuniões, aqui vai um resumo do que temos andado a "magicar" nas últimas semanas...


Avaliação da caminhada do grupo, 22 de Janeiro:
(como se pode notar, estava muito frriiioooo... mas nada que umas boas mantas não resolvessem!)
Nesta reunião, falámos sobre o grupo em geral e fizemos uma avaliação da nossa caminhada enquanto grupo e enquanto pessoas. Ao analisar as folhas de avaliação que cada um entregou, deu para ter uma ideia da forma como a maioria se sentia no grupo, daquilo que lhes agrada ou não, dos momentos mais marcantes, das actividades e reuniões de que mais gostaram ou de que menos gostaram, etc.
De um modo geral, as actividades de que o grupo mais gostou foi a reunião de Natal (18/12), o Fátima Jovem, o retiro 2010 e a participação no Itinerário Espiritual Jovem. Quanto aos aspectos negativos, os mais apontados foram os conflitos dentro do grupo que já se fizeram sentir e o ruído/barulho que por vezes se faz sentir nas reuniões. Pudemos ainda descobrir sentimentos que desconhecíamos de alguns membros, abrindo a nossa mente à realidade. Tudo coisas que iremos, sem dúvida, ter em conta!




Campanha de solidariedade de Salamansa, 15 de Janeiro:
"Mas quem será que vem à reunião?" "Alguém tem alguma ideia de quem possa ser?"
Às 21h, esta era a grande questão que pairava pela sala... Até que finalmente a Palmira e o João entram pela sala a dentro, surpreendendo tudo e todos! Até mesmo a Alice, filha da Palmira e irmã do João, que pelos vistos esteve a trabalhar para nós (fazendo powerpoints a mandado da mãe) sem saber! ;)
Surpresas à parte, foi muito bom poder escutar a história de vida dos nossos convidados, contada na 1ª pessoa. Fez-nos pensar nas vezes em que desvalorizamos a vida e o que realmente tem valor, e também no tempo que desperdiçamos a queixarmo-nos daquilo que na verdade não importa... Sobre isso, fica-nos uma entre tantas frases na cabeça: "é necessário transformar a dor em flores bonitas" - algo tão difícil, mas que pode trazer tanta satisfação interior...
Falaram-nos também da campanha de solidariedade que têm realizado nos últimos meses, para com as crianças de Salamansa, em S. Vicente. Mostraram-nos como elas vivem, e das necessidades que passam. As campanhas, essas, consistem em angariar material escolar, material de 1º socorros, roupa, brinquedos e até mantas. Foi impressionante ver as fotografias da entrega do material lá, e o brilho nos olhos das crianças :) O grupo comprometeu-se a pensar em formas de ajudar na campanha.
Por isso, se vocês quiserem ajudar, entrem em contacto connosco! Toda a ajuda é bem-vinda!


No final da reunião, foi altura de fazer uma surpresa a mais alguém: desta vez, à Lorine, que tinha feito anos na 6ª Feira. Disfarçadamente, seleccionei alguns membros para tocar guitarra e vendei os olhos às restantes, sendo que depois ía "desvendando-os" em segredo, até que só a Lorine é que ficou vendada eheh :)
Depois disso, foi fácil! Foi só levar o grupo todo para a sala ao lado (a fingirem terem todos os olhos fechados, claro) e fazer-lhe a surpresa com balões, um bolo, um vídeo, muitas velas e, claro, a música "Este sorriso é teu" nas guitarras :)
Nota: Desde já, obrigada às mães destas meninas, que foram umas cúmplices perfeitas de todas estas surpresas ;)


Os Reis, 8 de Janeiro:
Nesta reunião, formámos o nosso cabaz dos Reis para oferecer à paróquia e falámos sobre a entrada no novo ano.
Discutimos sobre como um novo ano pode ser sinal de novas oportunidades. Oportunidades para crescer, para melhorar, para dar o máximo de nós... E como tal, esta era a melhor prenda que poderíamos oferecer ao menino que acabava de nascer. Há milhares de anos atrás, 3 reis magos ofereceram ouro, incenso e mirra. Nos dias de hoje, a nossa oferta consiste em assumir o compromisso de tentar dar o nosso melhor em tudo o que fazemos, por Ele e para Ele! Os nossos compromissos foram registados numa folha e cada um colocou-a dentro do seu embrulho, oferecendo-o Áquele que tudo nos dá em troca de nada!
No final, foram ainda distribuídas umas folhas de avaliação da nossa caminhada no Grupo e foi dado o aviso de que na próxima reunião teríamos uma visita especial à nossa reunião. No dia seguinte participámos no Cortejo dos Reis da Gafanha da Encarnação.




Convívio de Natal, 22 de Dezembro:
Depois de muito pensar e matar a cabeça acerca da data, foi mesmo no dia 22 que fizemos o nosso convívio!
Não pôde ser jantar, como previsto, mas fizemos um belíssimo almoço, com tudo o que havia direito (incluindo brownies lol)! Cantámos canções de Natal, fizemos um jogo de recados nas costas (o da Rita fez muito furor, dizia "Adoro quando me aplaudem" e sempre que ela virava as costas era uma euforia lol) e ainda o jogo das direcções, em que todos tinham que dar um passo na direcção que ouvissem num texto, com objectos estranhos nas mãos. O resultado foi o seguinte:
(sim, a determinado momento foi mesmo difícil perceber quem segura o quê e onde está determinada pessoa)
Em resumo, foi uma manhã muito bem passada, cheia de espírito natalício! :)
Nota: na fotografia de grupo só falta mesmo a Rita, mas como ela foi a fotógrafa que mais pessoas conseguiu apanhar na mesma foto, foi a sacrificada! Rita, sempre aqui! <3




Reflexão de Natal, 18 de Dezembro:

Nesta reunião, fizemos algo diferente...
Após termos tratado de tudo para o convívio de Natal e termos agendado uma data para o mesmo (22.12), foi pedido que entrássemos na nossa sala de luzes apagadas. A cada membro foi entregue uma frase de reflexão e uma vela, e sentámo-nos no chão ao som de uma música ambiente e perante um altar iluminado.
Reflectimos sobre o verdadeiro significado do Natal e a forma como por vezes ignoramos O essencial, olhando apenas para o que está à superfície. Vimos, então, que podemos fazer muitas coisas para celebrar o Natal: podemos fazer a árvore, o presépio, fazer doces, dar presentes… mas os mais verdadeiros e profundos sentimentos de Natal deverão ser a gratidão e o amor sinceros. Estes sentimentos sim, são a melhor prenda que podemos oferecer a este Deus que veio habitar entre nós!
Mas para ser sincero, o amor precisa de ser traduzido em gestos concretos. O amor são gestos de ternura, são palavras de conforto... E algo tão simples como um abraço, um beijo, podem fazer toda a diferença na vida de uma pessoa. Foi então que cada um acendeu a sua vela e deu um abraço sincero a cada elemento do grupo, no silêncio dos olhares de ternura e gratidão... E se por cada gesto de amor que fazemos, uma vela acendesse? E se por cada gesto de amor, uma pessoa recebesse a luz de Cristo?
Foi muito belo ver a nossa sala iluminada com este amor... E foi também muito bom depois poder falar "frente a frente" com Deus, por meio de uma reflexão áudio. Contar-lhe os nossos sentimentos, mostrar-lhe a nossa gratidão, pedir-lhe perdão... Quantas vezes paramos no tempo para o fazer? Quantas vezes sentimos o nosso coração bater e os nossos olhos chorar lágrimas sinceras, como as deste dia? Ajuda-nos, Senhor, a escutar a Tua voz no meio de tudo o que é supérfluo!

1 comentários:

Adorei esta reunião...foi mesmo profunda e deu para pensar naquilo que era realmente importante no natal. Gosto de ver este blog a andar para a frente :D Beijo..com muitas saudades.Vanessa
 

Publicar um comentário